Karate-Do

Tiago San チアゴ SKI Shotokan Karate International

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

O karate



"O Karate é muito mais que um esporte de combate competitivo, pois o espírito que o norteia não é apenas a busca de vitórias em competições, mas, acima de tudo, a auto superação. Seu praticante visa vencer a si mesmo e às suas imperfeições. Neste sentido, no Karate não há vitória exterior sem vitória interior."
Mestre Yasutaka Tanaka

O objetivo do Karate é a perfeição da mente e do corpo!

O Karate-Do colabora com a formação integral do homem. Isso o diferencia daqueles que fazem do Karate uma prática puramente esportiva. A tradição do Karate é um conjunto de valores sociais que passam de geração a geração, de pai para filho, de mestre para discípulo, e que está relacionado diretamente com crescimento, maturidade, com o indivíduo universal.
Cada pessoa tem objetivos diferentes ao optar pela prática do Karate, que devem ser respeitados. Cada um deverá ter oportunidade de atingir suas metas, sejam elas tornar-se forte e saudável, obter auto-confiança e equilíbrio interior ou mesmo dominar técnicas de defesa pessoal. Contudo, não deve o praticante fugir do real objetivo da arte. Aquele que só pensa em si mesmo, e quiser dominar técnicas de Karate somente para utilizá-lo numa luta, não está qualificado para aprendê-lo, afinal, o Karate não é somente a aquisição de certas habilidades defensivas, mas também o domínio da arte de ser um membro da sociedade bom e honesto. Integridade, humildade e auto-controle resultarão do correto aproveitamento dos impulsos agressivos e dos instintos primários existentes em todos os indivíduos.
Hoje em dia, novos conceitos surgiram, e o Karate passou a ser analizado também sobre os seguintes aspectos:


Filosofia (Budo)

A filosofia do Budo se traduz pela busca constante do aperfeiçoamento, auto-controle e na contribuição pessoal para a harmonização do meio onde se está inserido.
A famosa expressão do Mestre Funakoshi - "Karate Ni Sente Nashi", explica claramente o objetivo do Karatê, ou seja, conter, controlar o espírito de agressão. O Karate se caracteriza por procedimentos de respeito e de etiqueta.
Esse propósito de "anti-violência" pode ser muito bem expresso através do seguinte ensinamento:

"Se o adversário é inferior a ti,
então por que brigar?
Se o adversário é superior a ti,
então por que brigar?
Se o adversário é igual a ti,
compreenderá,
o que tu compreendes...
então não haverá luta.
Honra não é orgulho,
é consciência real do que se possui."

A filosofia do Budo sempre deu muita importância à percepção e à sensibilidade, uma vez que as técnicas que nela se baseiam, visam essencialmente:

a) à conquista da estabilidade e da auto confiança, através de treino rigoroso e vida disciplinada;

b) ao desenvolvimento da intuição, no sentido de perceber o ataque do adversário antes mesmo do início do seu movimento e da capacidade de analisar o adversário, para prevenir-se contra surpresas;

c) à formação de hábitos de saúde, como o uso da meditação Zen e a respiração com o diafragma.


Defesa pessoal

O Karate é um método eficiente de defesa pessoal, na qual braços e pernas são treinados sistematicamente, de modo que possibilite ao lutador de Karate se defender de qualquer tipo inimigo.
Porém, não deve o praticante se precipitar. É muito comum que o principiante de Karate, notando seu rápido processo, seja levado por uma onda de impetuosidade, sentindo a necessidade de por em prática os seus conhecimentos adquiridos. Esta idéia distorcida deve ser sanada a tempo para que não venha a afastá-lo do real objetivo do Karate.
A prática do Karate é um caminho longo e requer anos de muita dedicação. A experiência mostrará que antecipar e evitar é uma atitude mais sábia do que o confronto físico em si.
Por isso, o treinamento do Karate como defesa pessoal se divide em três etapas:

• Percepção (captar a intenção do adversário);
• Reação (decidir a atitude a ser tomada);
• Ação (execução)

Este tipo de treinamento permite ao praticante, numa situação de perigo, fazer uma real avaliação da causa, discenir o melhor modo de agir, e tomar uma atitude consciente.
O verdadeiro valor do Karate não está em sobrepujar os outros pela força física. Nesta arte marcial não existe agressão na sua extensão, e sim nobreza de espírito, domínio da agressividade, modéstia e perseverança. Mas, quando for necessário, fazer a coragem de enfrentar milhões de adversários vibrar no seu interior.

Saúde

Entende-se como "saúde" o bem-estar físico, mental e espiritual do ser humano, e não somente o estado de "ausência de doenças". O Karate é tido como um vetor de saúde, pois proporciona ao seu praticante:

1) Aptidão física total:
- força
- resistência
- razoável flexibilidade articular
- sistema cardiovascular com bom nível de capacidade aeróbica

2) Adequação psico-social:
- desenvolvimento moral
- sensação de bem-estar
- redução dos níveis de ansiedade
- auto-estima
- melhoria da imagem física de si mesmo
- auto-conhecimento

Vantagens

1. Manutenção da saúde e fortalecimento do físico. Proporciona grande condicionamento cardiovascular e muscular (não há ganho de massa muscular, mas de força e definição).
2. Desenvolve a coordenação motora e a mobilidade das articulações.
3. Estímulo à coragem para enfrentar obstáculos.
4. Empenho e dedicação, exigindo o máximo do corpo e da mente, treinando com paciência e perseverança até fazer desses objetivos um hábito.
5. Incentivo ao aperfeiçoamento pessoal no sentido de tentar vencer os próprios limites, como os do medo, da desconfiança, da preguiça, da indecisão, etc.
6. Respeito aos outros, bons costumes em relação ao meio ambiente, equilíbrio, boa postura e respiração correta, que são estimulados pelos rituais tradicionais.
7. Exige o aprendizado de estratégias por parte do lutador.
8. Estabilidade emocional. A situação de luta colabora eficazmente para conquista do auto-controle. Qualquer descontrole de emoções tem imediata repercussão no rendimento e na performance. Por isso é preciso dedicar-se com empenho, para conseguir a necessária serenidade.
9. Pode ser aplicado à autodefesa.

Riscos
Os riscos são proporcionais à prudência do professor, isto é, com um professor cuidadoso, o aluno corre poucos riscos de se machucar.

Período mínimo para fazer efeito
Se praticado regularmente (três vezes por semana), os resultados físicos e técnicos aparecem rápido, em cerca de um a dois meses.
Gasto calórico médio:
- Em um treino puxado, pode chegar a 800kcal/h.

Dicas do especialista
As pessoas devem se habituar a usar o karate-go ou kimono (uniforme do karate) e, eventualmente, protetores para boca. Mas, em qualquer luta, a peça fundamental é o professor. Por isso, o aluno deve procurar uma academia com professores capacitados, tanto técnica quanto psicologicamente, para ensinar o karate.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Projeto "Edukar"





Como um educador físico e a busca de uma filosofia de vida mais digna procurei montar um projeto de karate-do (edukar – educação e karate) para ajudar crianças, adolescentes, adultos e idosos a viver com qualidade de vida, bem estar e a formação de um bom caráter.
O objetivo é apresentar o karate-do como uma prática que transcende o limite do dojo, que vai além das técnicas de autodefesa, ou seja, o desenvolvimento do autoconhecimento, do autocontrole, da autodisciplina, da autoconfiança, enfim, a formação do caráter, aspectos relevantes que são contemplados pela sua prática.
Apresento uma bibliografia básica que pode auxiliar na busca de um caminho a ser percorrido por toda a vida no qual pode beneficiar-se o jovem e o idoso, a mulher e o homem, o forte e o fraco, enfim, todos aqueles que vivenciam o karate-do.
Justificativa:
Por que o karate-do melhora a qualidade de vida dos seus praticantes?
Por que ensinar karate-do para crianças e adolescentes?
Por que o karate-do ajuda na formação do caráter e da moral?

Objetivos:
- Gerais:
A Atividade Física engloba um esforço de adaptação ao corpo e uma reflexão de comportamento corporal. Assim, ela não deve se limitar ao desenvolvimento muscular, e sim levar ao reconhecimento da importância da forma, da dinâmica e do estilo do movimento. O corpo não pode ser considerado apenas um conjunto de ossos e músculos a serem treinados, mas como a totalidade do indivíduo que se expressa através de movimentos, sentimentos e atuações no mundo. Assim, a Atividade Física deve levar o praticante a um dispêndio de energia em atividades prazerosas e recreativas, permitindo o relaxamento, a possibilidade de perceber o corpo e saber controlá-lo, a convivência em grupo e um relacionamento intenso com seus pares. As atividades devem ser motivantes e participativas e o corpo um instrumento de contato com os outros. A Atividade Física deve permitir, além disso, a aprendizagem sistemática dos esportes, que lhe será útil inclusive na sua vida em sociedade, ajudando-o a descobrir a pluralidade e a riqueza de movimentos que o seu corpo lhe possibilita. Por fim, deve aliar o cognitivo ao afetivo-vivencial, permitindo a continuidade de seu desenvolvimento global (CARAZZATO, 1999).
Além de propiciar o desenvolvimento físico e mental e assegurar o equilíbrio orgânico, melhorando a aptidão física, os exercícios adequados podem estimular o espírito comunitário, a criatividade e outros aspectos que concorrem para completar a formação integral da personalidade do indivíduo (RIBEIRO et al, 2000).
- Específicos:
Karate-do é uma palavra japonesa que significa "mãos vazias". Isto porque um Karateca (praticante de Karate-do) utiliza durante sua prática suas armas naturais como: visão, mãos, braços, corpo, pés e cérebro.
É uma arte altamente científica, que faz o mais eficaz uso de todas as partes do corpo com finalidades defensivas. O objetivo maior do Karate-do é o aperfeiçoamento do caráter de seus praticantes, disciplinando o corpo e a mente através de treinamentos árduos.
Além de ser um excelente meio de defesa pessoal, o Karate-do constitui uma forma ideal de exercício. Desenvolve a força, a velocidade, a coordenação e o reflexo e é indicado para efeitos de valor terapêutico.
Com a inserção do sufixo “DO” na prática do karate sua busca passou a dar mais ênfase para a manutenção da saúde e do bem estar físico e mental e, talvez por último, defesa pessoal.
Com essa mudança o karate-do ficou mais acessível a todos, inclusive as crianças, devido à falta de espaços para brincarem, principalmente nas grandes cidades, estão sendo matriculadas em clubes ou academias de artes marciais.

Como os professores de karate-do, podem ajudar no processo de formação das crianças?
Podemos utilizar os jogos cooperativos para ajudar no processo de formação?
Considerando, que hoje o professor não é dono da verdade, mas um mediador entre o conhecimento e o aluno podemos utilizar os quatro (4) pilares da educação (BRANDÃO, 1995):
1- saber (conteúdo);
2- fazer (prática);
3- conviver (como utilizar seu conhecimento na sociedade);e
4- ser (exercer a cidadania).
A criança e o adolescente não são miniaturas do adulto e sua mentalidade difere qualitativa e quantitativamente do adulto, de modo que a criança não é somente menor que o adulto, mas diferente deste (WEINECK, 1999).
A adolescência consiste na transição de criança para adulto. Ela é caracterizada pela redução do crescimento e do desenvolvimento. O rápido crescimento longitudinal reduz-se com o aumento do crescimento horizontal e este fator leva à harmonia das proporções com efeito positivo sobre a coordenação. O grande aumento de força e capacidade de memorizar movimentos fornecem as condições ideais para o desempenho esportivo (MALINA, 2002).
Metodologia:
Karate-do (空手道 - caminho da mão vazia) ou, simplesmente, karate, é uma forma de budo (武道 - caminho marcial).
O Karate enfatiza as técnicas de percussão atemi waza (i.e. defesas, socos e chutes) ao invés das técnicas de projeções e imobilizações. O treino de Karate-do pode ser dividido em três partes principais: Kihon, Kata e Kumite.
Kihon (基本 - fundamentos) é o estudo dos movimentos básicos.
Kata (型 - forma, padrão) é uma espécie de luta contra um inimigo imaginário, expressa em sequências fixas de movimentos.
Kumite (組手 - encontro de mãos) é a luta propriamente dita. Em sua forma mais básica, é combinada (com movimentos pré-determinados) entre os lutadores para, posteriormente, alcançar o jyu kumite (combate livre ou sem regras). A forma desportiva, ou combate com regras, é conhecida como Shiai-kumite.

A proposta de ensino do karate-do consiste em um programa de treinamento que busca a constante evolução do ser humano.
Nosso objetivo é trazer ao público praticante uma forma de condicionamento físico e mental a fim de obter melhor desempenho do seu organismo.
Temos a intenção de dispor ao aluno uma nova visão de sua forma e o que isso traz em seu comportamento.
Através da prática esportiva do karate-do, conseguimos promover mais tônus muscular, ritmo, flexibilidade e jogo de cintura para encarar muitas situações impostas por nosso dia-a-dia.
Aulas personalizadas nos programas individuais ou em grupo.
O principal foco é a forma terapêutica do treinamento.
Buscamos conscientização ecológica e do cidadão, disciplina, controle, alívio de estresse, melhoria da auto-estima e da autoconfiança.

Referências Bibliográficas:
BRANDÃO. C. R. O que é educação, São Paulo, SP, Editora Brasiliense, 1995.
CARAZZATO, J.G. Atividade física na criança e no adolescente. O Exercício: preparação fisiológica, avaliação médica, aspectos especiais e preventivos. São Paulo, SP, Editora Atheneu, p.34-43, 1999.
MALINA, R.M; BOUCHARD, C. Atividade Física do Atleta Jovem: do Crescimento a Maturação. São Paulo, Editora Roca, 2002.
NAKAYAMA, M. O melhor do Karatê – Fundamentos. São Paulo, SP, Editora Cultrix, 2002.
RIBEIRO, E.; EISENSTEIN, E. Falando de saúde: para crianças, adolescentes e educadores nas escolas e comunidades. Petrópolis, RJ, Editora Vozes, 2000.
WEINECK, J. Treinamento ideal. 9ª ed. São Paulo, SP, Editora Manole, 1999.


quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Ética, disciplina e filosofia do Karate


DOJO KUN – OS LEMAS DO KARATECA

Dojo Kun é o código de honra do karateca. São os princípios estabelecidos para contribuir na formação moral do praticante.
A seguir as frases do Dojo Kun, acrescidas da interpretação pessoal do autor deste texto para cada citação:


I - ESFORÇAR-SE PARA A FORMAÇÃO DO CARÁTER

O “caminho do Karate” é o autoconhecimento, e você terá de estudá-lo com a maior seriedade desde o princípio. O Karateca deve sempre manter atitudes corretas. Utilizar as técnicas apenas como último recurso, como autodefesa, em causa nobre. O maior tesouro de um indivíduo é sua honra, e para ser uma pessoa respeitável, é preciso disciplina. Tente falar menos e ouvir mais, procure “aprender a aprender”. Nossa forma de encarar a vida determina nosso destino. Seja honesto, calmo, sereno, simpático, alegre, sábio, sincero e otimista. Um karateca de verdade mantém sua palavra, e honra seus compromissos.

II - CRIAR O INTUITO DE ESFORÇO

O intuito de esforço e persistência nos mostra que tudo é possível. Você precisa acreditar que, se outros podem, você também pode. Qualquer sonho, de qualquer tamanho pode ser alcançado. Precisamos nos esforçar da maneira correta e persistir muito, a ponto de nunca desistir diante dos obstáculos. A principal diferença entre as pessoas de sucesso e as que sempre fracassam está na persistência: “Caia dez vezes, e levante-se onze”. Nunca desista, e será um vencedor!O sucesso não ocorre por acaso, existem razões bem mais sólidas do que a sorte para realizarmos os nossos sonhos. O grande segredo é sabermos exatamente “aquilo” que desejamos, então definimos metas e objetivos para consegui-los. “Quem não sabe para onde vai, não chega a lugar nenhum.” Devemos sempre escrever nossos objetivos: Ex: Em 200x, serei “faixa preta de Karate” (ou campeão mundial, fazer faculdade, ter casa, ser próspero, saudável, casar, etc).Agora, devemos colocar a imaginação para funcionar, a imaginação aliada à força de vontade chama-se fé. A fé é capaz de realizar qualquer feito, transformar qualquer sonho em realidade. Precisamos imaginar nosso objetivo já concretizado. Isto é ensinado há milênios pelos grandes mestres: Quando você decide ser ou ter algo, precisa ter certeza de que já conseguiu, antes mesmo de começar. Em um combate, vencerá aquele que estiver determinado a lutar totalmente: “Ouse fazer, e o poder lhe será dado”.

III - RESPEITAR ACIMA DE TUDO

O Karate começa e termina com cortesia. O respeito deve ser uma atitude contínua do estudante do Karate. Do cumprimento dos lutadores, no início e final de uma luta, até as regras de etiqueta e convivência social. As boas maneiras são o melhor exemplo para todos, nenhuma palavra vale mais do que atitudes. O karateca deve manter o mesmo padrão de comportamento dentro e fora do Dojô. Adiantaria alguém respeitar de boa vontade seu professor de Karate, mas ignorar completamente em seu lar, as palavras de seus pais?

IV - CONTER O ESPÍRITO DE AGRESSÃO

Os Katas iniciam sempre com defesas. Assim, o Karateca deve adotar a não-violência, sempre dominando sua agressividade. O bem e o mal existem, mas vencerá aquele que você mais alimentar. A paz está em seu interior, e vencer a si mesmo é mais difícil do que vencer os outros. Você precisa buscar o autoconhecimento: lendo livros, assistindo palestras, ouvindo CDs de relaxamento e praticando Zazen (meditação - esvaziar a mente). Somente o treinamento físico não é suficiente, pois se assim fosse, um praticante de qualquer outro esporte seria uma pessoa altamente desenvolvida espiritualmente. O Karate é um caminho, não o único, mas um dos melhores para a revelação interior, para transcender os dualismos. O treinamento físico é um meio de educação e disciplina, o caminho da paz.

V - FIDELIDADE PARA COM O VERDADEIRO CAMINHO DA RAZÃO

O verdadeiro caminho da razão é sempre fazer e desejar às outras pessoas o que gostaria que também fizessem a você. O Karateca deve ignorar o que não é bom, e adotar o bom.Sem que percebamos, a lei da ação e reação determina nossa vida: tudo o que fizer ou pensar, voltará para você como experiência. Talvez de uma maneira diferente, mas voltará, seja a recompensa, o amor, a felicidade, ou o castigo, o ódio e a desgraça. São nossas ações e pensamentos que atraem os acontecimentos, para o bem ou para o mal.


FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS

Uma preocupação corrente nos artigos sobre artes marciais é estabelecer uma diferenciação entre o Karate-Jutso (a luta desvinculada da filosofia) e o Karate-Do (Freiberg, 1993), ou entre ‘treinar com base filosófica e treinar somente para lutar, o que pode produzir conseqüências diferentes “(Sasaki, 1989)”. O Karate pode ser perigoso se utilizado para causar o mal. Os mestres sempre enfatizaram a reflexão e não apenas a prática desprovida de teoria.Keizi (1990) nos diz que o treinamento do Karate-Do visa a formação do ser humano, tanto no plano físico como no astral. Educar o homem para estar em harmonia com seu próprio ser e com a sociedade. Este é o verdadeiro sentido das Artes Marciais.A utilização do Kiai (grito alto e forte para liberação de energia) e a prática da ajuda mútua, do respeito, da compreensão e da aceitação das diferenças individuais nas aulas, são defendidas como meios de alcançar alguns dos benefícios da prática de Karate (Keizi, 1990). Lembrando que esses benefícios são alcançados em longo prazo, através da prática constante e persistente.As pessoas necessitam de um caminho para seguir, que motive e proporcione qualidade vida. Assim como as artes, a música, as religiões e as paixões, o Karate é uma maneira de ter objetivos definidos para a busca da felicidade, estando sempre em constante aprimoramento, tanto como esporte educacional quanto como esporte olímpico. Uma arte milenar, adaptada a servir a sociedade nos dias de hoje. Para Nakaiama (1977) “O verdadeiro objetivo do Karate-do é lutar em nome da justiça”.

sábado, 9 de janeiro de 2010

O significado da expressão "OSS"


A expressão "OSS", de origem japonesa, é utilizada por todos os Karatecas de várias nacionalidades, não somente nas ocasiões de encontros cotidianos, mas também para substituir as expressões tais como: Muito obrigado, Prazer, Até logo, Ouvi, Compreendi, Sim, Certo...
Ela deve ser emitida do baixo ventre e ser acompanhada de uma saudação apropriada, que denote respeito, simpatia e confiança ao próximo. OSS, transcrição fonética, se escreve, com dois caracteres: O primeiro caracter, que significa literalmente pressionar, simboliza o espírito combativo, a importância do esforço e de afrontar todos os obstáculos, forçar o caminho e avançar com uma atitude positiva e imutável. O segundo caracter, que significa sofrer, exprime a coragem e o espírito de perseverança; suportar as dores e resistir os momentos de pressão, com paciência e sem renunciar, mantendo sempre a moral correta. O movimento, a respiração e a articulação executada contribuem para preencher o baixo ventre com o KI (energia). De acordo com princípios de AUN, quando se emite OSS, a respiração e o som são IN. AUN, um método de respiração para atingir a harmonia com o universo, significa Céu e Terra, Ying e Yang, os quais são componentes opostos que formam o Universo.

"A bravata não é sinônimo de bravura. A bravura e a valentia são uma questão menos de forma que de espírito. O homem bravo é consciente de seus deveres e da justiça. Sabe bater-se pelos seus ideais fazendo dos obstáculos não uma respectiva de derrota, mas sim um fator estímulo”FUNAKOSHI GICHIN

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Os Katas



RELAÇÃO DOS 26 KATA PRATICADOS
ATUALMENTE NO ESTILO SHOTOKAN

HEIAN SHODAN
Paz e tranquilidade - 1 - 21 Movimentos

HEIAN NIDAN
Paz e tranquilidade - 2 - 26 Movimentos

HEIAN SANDAN
Paz e tranquilidade - 3 - 20 Movimentos

HEIAN YONDAN
Paz e tranquilidade - 4 - 27 Movimentos

HEIAN GODAN
Paz e tranquilidade - 5 - 23 Movimentos

TEKKI SHODAN
Cavaleiro de ferro - 1 - 29 Movimentos

TEKKI NIDAN
Cavaleiro de ferro - 2 - 24 Movimentos

TEKKI SANDAN
Cavaleiro de ferro - 3 - 36 Movimentos

BASSAI DAI
Romper a fortaleza - 42 Movimentos

KANKU DAÍ
Comtemplar o céu - 65 Movimentos

JITTE
Dez mãos - 22 Movimentos

HANGETSU
Meia lua - 33 Movimentos

ENPI
Vôo da Andorinha - 40 Movimentos

GANKAKU
Grou sobre a rocha - 37 Movimentos

JION
Amor e gratidão - 50 Movimentos

BASSAI SHO
Romper a fortaleza - 26 Movimentos

KANKU SHO
Contemplar o céu - 46 Movimentos

CHINTE
Mãos estranhas

UNSU
Mãos de nuvens - 46 Movimentos


SOCHIN
Espírito inabalável - 50 Movimentos

NIJUSHIHO
24 passos - 24 Movimentos

GOJUSHIHO DAI
54 passos - 54 Movimentos

GOJUSHIHO SHO
54 passos - 54 Movimentos

MEIKYO
Espelho limpo - 33 Movimentos


JIIN
Amor e proteção - 34 Movimentos

WANKAN
Coroa real - 22 Movimentos

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Final de kata da II COPA KANAZAWA de Karate - SKIF- BRASIL

Apresentação do Kata Shocin, na Copa Kanazawa
video

Final de shiai kumite da II COPA KANAZAWA de Karate - SKIF- BRASIL

Final da II Copa Kanazawa de Karate. Momento em que a luta está empatada (enchosen - prorogação), 2 wazari para cada um e quem fizer o primeiro pto vence. Final Vitória do atleta Tiago Montaldi - 2ºDan

video